sábado, 23 de fevereiro de 2008

DIFICULDADES NOS NOSSOS CULTOS CONGREGACIONAIS


O autor bíblico afirma que o culto racional é a "entrega de nossos corpos como sacrifício vivo, santo e agradável a Deus." Com base nisso, entemos que o culto ao Senhor é algo contínuo e não apenas momentaneo; é um estilo de vida e não apenas uma atitude; e este culto não está limitado a um espaço físico, pois o nosso corpo é o templo de Deus.

No entanto, a Bíblia fala que precisamos nos reunir constantemente para, de forma coletiva, nos edificarmos mutualmente. Os membros da Igreja Local não devem viver isolados porque a igreja é um corpo, um organismo vivo onde Cristo é o cabeça.

Infelismente percebemos que nem todos valorizam como deveria o culto congregacional. Estes perdem a oportunidade de adorarem a Deus de forma coletiva e de serem edificados por Ele. Muitos não frequentam os cultos realizados no templo e outros quando decidem ir tomam atitudes que comprometem a adoração coletiva.
Gostariamos de alistar uma breve relação de alguns comportamentos e atitudes que podem prejudicar o culto congregacional:

  • Conversas paralelas
  • Crianças correndo nos corredores da nave templo
  • Falta de preparo na exposição do sermão (pregador)
  • Som dos microfones e instumentos muito alto ou muito baixo
  • Músicos afinando ou testandio os instrumentos durante o desenrolar do culto
  • Ir ao templo sem o verdadeiro propósito (ADORAR AO SENHOR E REVERENCIA-LO)
  • Falta de comprometimento com horário da reunião
  • O uso de roupas sensuais, transparentes e decotadas (estilo: olhem para mim!)
  • Um liturgia com excesso de cânticos e pouquíssimo tempo para a ministração da Palavra de Deus

QUE DEUS NOS AJUDE A SERMOS VERDADEIROS ADORADORES FORA E DENTRO DO TEMPLO !