sábado, 25 de outubro de 2008

O PODER EXTRAORDINÁRIO DA ADORAÇÃO ATRAVÉS DA MÚSICA


Davi tocando arpa para o rei Saul (Mauritshuis, The Hage)

Sabemos que a música está presente em toda parte, inclusive no nosso próprio corpo. E quando ela é utilizada a serviço da adoração a Deus é de fato uma ferramenta extraordinária.

Entendemos que necessitamos do bom uso da música em nossas igrejas evangélicas. Muitas vezes temos saudades daqueles que, com a alma, entoavam louvores a Deus sem qualquer pretenção de obtenção de fama ou notoriedade entre a comunidade cristã. Aquelas pessoas que possuiam um talento nato e a unção do Espírito.

É bem verdade que ainda hoje temos pessoas desse quilate, mas estamos cansados de "pop stars" que, com um apelo exacerbado tentam obter choros e gritos de uma plateia que os adoram ao invés de racionalmente e equilibradamente devotarem toda a adoração a Deus.

Que o Senhor nos ajude, para que sejamos verdadeiros adoradores. Que abramos nossos lábios e cantemos mais e mais louvores a Deus.

Que tomemos o exemplo de Davi que constatemente tocava sua arpa lá no anonimato das pastagens das ovelhas de seu pai. Ele compôs diversos Salmos que até hoje servem de profunda reflexão e edificação para todos nós. Seu louvor a Deus por meio da música fora tão sincero, que o rei Saul quando atormentado por um espírito mau, convocou a Davi para que tocasse arpa. e quando este tocava o espírito mau se ausentava de Saul. Aleluia!

2 comentários:

jot@ce disse...

Olá irmão(a)
Boa tarde e a paz do Senhor Jesus Cristo
Gostei deste blog e o assunto escolhido, pois temos presenciado que a falsa adoração tem sutilmente invadido a igreja do nosso senhor Jesus, o homem foi criado com uma necessidade de adorar algo, consciente ou inconsciente, se não estamos adorando a Deus, estamos adorando ao diabo.
A verdadeira adoração consiste em engrandecer a Deus por aquilo que Ele é, independente da situação que vivemos no momento, se está tudo bem, adoremos a Deus, se está mal, o adoremos também.
Mas devemos entender que Deus tem um modelo bem específico para que o adoremos, assim como Ele deu a Moisés um molde bem detalhado do tabernáculo a ser construído e que foi obedecido na sua integra, façamos então o que Ele nos pede.
E o modelo que o Senhor nos deixou pra hoje no tempo da graça é que o adoremos em ESPÍRITO E EM VERDADE,Jo 4:23,24, é em todo tempo e em qualquer lugar independente da situação que vivemos, é um novo estilo de vida.
É lógico que não podemos separar MÚSICA E ADORAÇÃO elas andam juntas, mas é que muitos cristãos hoje em dia pensam que adorar é só cantar cânticos espirituais, temos de entender que quando prestamos um culto a Deus, em que nós nos ajoelhamos, cantamos, choramos e nos derramamos na presença do Senhor, isto deve ser somente o resulta da vida que levamos entre um culto e outro, este estilo de vida deve nos acompanhar por onde quer que andamos e só pode adorar aquele que nascido da água e do espírito.

Que o Senhor Jesus te abençôe!

José Campos-BH
Comunidade Evangélica Formosa.

Anônimo disse...

não sei se vocês sabem, mas esse quadro do Rembrant não é a melhor escolha para o tema. É notório que as figuras de Saul e Davi nessa obra sejam a caricatura do rabino Ben-Israel e seu arque inimigo Baruch Spinoza como Davi tocando arpa, parece que o Artista em seus escritos teria dito que o intuito era retratar que as ladainhas ateistas de Spinoza atordoaram tanto seu rabino que este o escomungou do judaismo. Depois Spinoza ainda teria sido perseguido e levado a ruína pela coroa inglesa em defesa do protestantismo na Holanda...